segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Como trocar óleo da Kasinski Comet GT 250

Página Oficial do facebook


Hoje vou fugir um pouco do tema do blog e partir pro meu lado "motoqueiro". A ideia aqui é mostrar como faço pra trocar o óleo de motor e o filtro da minha motoca. Segundo o manual do proprietário, devemos trocar o óleo da Comet GT a cada 1500 km rodados, lembrando que deve-se utilizar óleo mineral 20W50.

Eu nunca deixo passar os 1500 km. Sempre troco de óleo quando chego no máximo aos 1400 km. É importante lembrar que o filtro de óleo deve ser trocado a cada 3000 km. É sempre assim: uma vez você troca só o óleo, e na outra óleo e filtro.
Particularmente eu gosto do Mobil 4T SAE 20W50. Minha Suzuki Yes já rodou mais de 80.000 km com essa marca e até hoje nenhum sinal de fumaça no escapamento. E o preço desse óleo é bom, você encontra em qualquer loja de motopeças.


















Primeiramente localize e retire a tampa do reservatório de óleo. É uma tampinha redondinha onde vem marcada a especificação do óleo. No caso da Comet vem marcado SAE 10W40 na tampinha, e no manual vem escrito SAE 20W50. Eu perguntei pro mecânico da autorizada Kasinski e me disseram que preciso me ater ao que está no manual. Esse 10W40 é usado nas Comet 250 sim, mas não no Brasil. Segundo ele nosso padrão é 20W50. Até onde isso está correto eu não sei.



















Aconselho a forrar o chão com alguma coisa antes de mexer com óleo. Óleo queimado faz uma meleca grande é ruim de lavar dos pisos. Já tive várias brigas com a minha mãe por causa disso. Eu sempre forro o chão com jornal ou algum tipo de plástico. Utilize uma bandeja não muito rasa para recolher o óleo. A minha já tá bem surradinha pois já troquei muito óleo com ela.

















Se sua moto tiver um cavalete central utilize. Ela fica mais alta e dá pra mexer numa boa. Essas motos não vem com cavalete central de fábrica. E é muito complicado de conseguir um. O meu eu encontrei usado no mercado livre a muito tempo atrás. A conselho todos os proprietários da Comet que procurem um. Sem ele é bem difícil de semexer na corrente por exemplo.

Para soltar a tampa do bujão eu utilizo uma chave de boca 17mm:

















Olhando por baixo da moto dá pra ver bem a tampa do bujão, é esse parafuso sextavado aqui. Consegui tirar uma foto mais ou menos boa dele:
















A seguir solte esse parafuso e deixe o óleo cair totalmente na bandeja.
















Deixe o óleo escorrer bastante. Eu deixo uns 10 minutos, pois os restinhos vão pingando bem lentamente.
O parafuso do bujão da Comet é interessante. ele vem com um imã acoplado na ponta para juntar todos os detritos de metal soltos pelo desgaste. É interessante dar uma limpada nele antes de recolocar.

















Enquanto o óleo da moto vaza é hora de aproveitar para trocar o filtro. Na Comet eu utilizo os filtros de óleo paralelos da Suzuki Yes. O dono da concessionária Kasinski me alertou dizendo que não é bom fazer isso e quis me empurrar um filtro original de R$ 16,00. Acabei optando por pagar R$ 4,00 no filtro da Yes:
Para soltar os parafusos da tampa do filtro eu utilizei uma chave de boca sextavada de 10 mm:



Guarde bem as roscas, pois é facinho de perder isso aqui. Deixe em um local onde elas não vão rolar e ir pra longe. Eu sempre coloco elas na tampa da caixa de ferramentas:

Assim que você soltar a tampa, o óleo do compartimento vai escorrer e fazer uma meleca grande. Isso é inevitável. Mas deixe um recipiente em baixo para pegar esse óleo. E cuidado pra não perder a borrachinha da tampa. Ela cai da peça facilmente, e é um componente muito importante pois é ela que faz a vedação impedindo o vazamento de óleo quando o motor está em funcionamento. Dá pra ver a borrachinha circular preta nessa foto:
Voltando pra moto você vai ver o filtro de óleo todo sujo no compartimento:
Sempre que eu retiro o filtro e descarto ele junto com as garrafas de óleo vazias. Não sei se é o correto, mas já foi =/

Retire aquele excesso de óleo do compartimento antes de colocar o filtro novo. Não é legal deixar resíduos de óleo velho. Eu faço essa limpeza com papel higiênico. Ele absorve bem o óleo e descarto junto com as garrafas e o filtro velho. Depois de limpo coloque o filtro novo com o furo virado para dentro e encaixe bem, desse jeito:
Agora coloque a tampa do compartimento no lugar. Certifique-se que tanto a borrachinha como aquela mola central estão fixas no lugar antes de você colocar a tampa. Depois coloque as três roscas no lugar e aperte. Não aperte muito. apenas o suficiente para deixar o sistema bem vedado.
Isso demora tempo suficiente para que todo o óleo do motor escorra. Agora utilize a chave 17 para rosquear o parafuso novamente. É importante não apertar muito esse parafuso. Pois a rosca onde ele se encaixa é feita de alumínio  Torques excessivos podem espana-la e você vai ter que comprar uma tampa de bujão nova. O mesmo vale para os parafusos da tampa do filtro de óleo.

















Feito isso pegue esse óleo velho e guarde em um recipiente plástico, eu utilizo garrafas pet. Depois procure algum descarte par entrega-los. Algumas oficinas recebem o óleo numa boa, eles são vendidos para reciclagem. O importante é evitar joga-lo em lixo doméstico e muito menos no ambiente. Derramar óleo queimado por aí é uma mancada feia. Depois abra a garrafa de óleo e despeje no reservatório com cuidado. As chances de você errar a mira, sujar a moto e desperdiçar óleo são grandes;

















Verifique o nível do óleo quando for colocar. Trocas de óleo sem filtro utiliza-se 1,45l de óleo, e 1,5l para trocas com filtro. O importante é deixar o nível do óleo do motor entre o mínimo e o máximo, nem muito baixo nem muito cheio. Assim é o ideal:

















Verifique semanalmente o nível do óleo para evitar problemas...
Não esqueça de tampar o reservatório. Eu esqueci uma vez e quase surtei quando percebi:

















É nesse ponto que concluímos nossa troca de óleo. Esse tipo de manutenção preventiva é simples e pode ser feita em casa numa boa. Logo logo eu posto como esticar corrente, trocar velas, pastilhas de freio e tudo mais.

Espero que isso ajude quem queira fazer a manutenção básica na própria moto.
Abraços!!

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Como germinar e plantar sementes de pêssego

Página oficial do Facebook


Hoje vou mostrar para vocês o modo como eu faço para germinar e plantar sementes de pêssego. Essa é uma das frutas que eu mais gosto de comer. É tão macia e saborosa que não dá pra comer somente uma...
A impressão que me dá é que o pêssego tem mais caroço do que fruta. O caroço dele é muito grande, parece uma noz. Sempre fiquei curioso pra abrir aquela noz e ver como e por dentro. Foi quando fiz isso pela primeira vez que decidi plantar essas sementes que tem dentro.

Bom... em primeiro lugar é preciso romper essa casca rígida para pegarmos a sementinha.



Como vocês podem ver essa casca é bem grossa e forte, e abriga uma frágil semente lá dentro. Acho que a maior dificuldade em todo o processo é abrir essa casca sem danificar a semente. Nessa foto acima eu utilizei uma faca rígida. Fui colocando a ponta dela entre as saliências da casca e fui forçando e quebrando aos poucos.

Mas depois eu lembrei que tem uma esmirilhadeira na minha bancada de ferramentas, daí o processo ficou bem mais fácil. Utilizei um flap disc 50 para escarificar a superfície, vejam as fotos:




Com a esmirilhadeira vou lixando a superfície da casca até que o ponto em que se consiga abir facilmente com uma faca ou um alicate. 




Até que finalmente consegui descascar todas as sementes:




Agora começamos com o processo de quebra de dormência dessas sementes. É importante prepara-las logo, pois essas sementes fora da casca ressecam muito rápido. Aconselho e prepara-las em no máximo 2 dias O pessegueiro é uma planta nativa de clima temperado. Precisa de temperaturas na média de 8 ºC para quebrar a dormência. Ou seja, essas sementes vão para a geladeira.

Aqui eu preparei o mesmo substrato úmido e limpo que fiz para as sementes de maçã. Coloquei elas em um pote fechado com papel toalha úmido. Depois guardei esse pote na gaveta dos legumes.






Depois de uns 5 dias as sementes vão começar a brotar. A raiz do broto vai começar a sair pela ponta da semente, como na foto abaixo





























Quando as raízes estiverem mais ou menos com este tamanho significa que estão no ponto de irem para a terra.


















Essa foi a primeira vez que trabalhei com sementes de pêssego. Então na hora de plantar eu apenas enterrei as raízes, deixei a pontinha da semente para fora da terra para que pudesse observar o desenvolvimento do broto. Plantei em vasos relativamente grandes para um broto, utilizei aquelas garrafas de água de 6,5l. Cortei a boca e fiz furos no fundo para escoar a água. Como substrato utilizei terra vegetal adubada, fácil de achar em qualquer casa de jardinagem.
















As mudas de pêssego se desenvolvem rapidamente, em  poucos dias começam a aparecer as primeiras folhinhas.




















































Por enquanto é isso. Agora é esperar alguns anos para ver os frutos!!
Abraços!!